Nº de visitantes por País

free counters

10 agosto 2016

TURBULÊNCIAS PSEUDO CULTURAIS COM LAIVOS DE ADOLESCÊNCIA



Será pecado misturar como de uma salada se tratasse a literatura clássica de Platão, Copérnico, Bruno, Adam Smith, Santo Agostinho e tantos outros que contribuíram de modo decisivo para que o mundo de hoje fosse como é, com as miniaturas de carros em metal que foram sonhados como promessas inacessíveis de um futuro incerto e cada vez mais nebuloso?

Os livros parecem querer dar aos carros um estatuto de objectos de culto, de arte, de parceria nas obras dos humanos, e por sua vez as miniaturas parecem querer tornar mais simples e acessíveis as obras de tanta gente que no seu tempo foram os maiores expoentes na técnica e na ciência, no pensamento e no saber.

De todo o modo acho que se edifica uma torre de Babel em que o crescimento ora se faz em termos de mais leitura ora se coloca para deleite da vista e da capacidade de sonhar. Mesmo quando a idade da razão deveria tornar toda a vida mais espartana.

Mas o valor do sonho não se pode medir nem pesar, é misterioso e variável, e muito belo. E o valor do conhecimento e da sabedoria simplesmente não ocupa lugar. Continuemos pois assim, crianças e adultos, brincando e estudando, levando o tempo e dando à alma alimento e satisfação.


Sem comentários: