Nº de visitantes por País

free counters

31 julho 2016

UM DIA COM FLORES É UM DIA FLORIDO E COM MIL CORES



CORES QUE DÃO ALIMENTO À NOSSA ALMA








30 julho 2016

DESCOBRI ESTE LUGAR CHEIO DE ARVOREDO E ÁGUA FRESQUINHA




REFRESCANTE

NESTE CALOR INFERNAL

É UM OÁSIS!











29 julho 2016

FÉRIAS COM UNS BANHOS DE ÁGUA FRESCA E CULTURA ANTIGA



Um petisco, um castelo, ou um banho fresco?

Um lírico afirmava há alguns anos atrás que o interior só seria modernizável e tornado apetecido, isto é, contornava a fatídica e inexorável caminhada para a desertificação se trouxessem o barco do amor às capitais de distrito distantes do litoral. Nunca percebi se o assunto era tema de uma anedota, se uma bondade imaginada maravilhando o nosso povinho com a possibilidade de ver, e entrar, e usufruir de todas as fantásticas maravilhas e belezas que esses gigantescos e modernos barcos hotéis possuem, se porventura era ideia arrojada de um louco que visualizava o estado português envolvido numa teia complexa de canais - que poderia ter interesse estratégico e nacional - possibilitando, deste modo, que no labirinto de canais e com o desenvolvimento da hidráulica esses monstros carregados de sonhos pudessem atracar uns dias em Évora, e partiam canal fora com destino a Bragança.

Sonhos, delírios, ou utopias confesso que não tenho opinião válida sobre o assunto por falta de conhecimentos na área. Mas possivelmente também acharia interessante apanhar o barco do amor e ir amando, por exemplo, no percurso de Portalegre até castelo Branco, com dormida em camarote de luxo, e direito a tudo o que é bom e dá alegria, boas comidas e bebidas, músicas, festas, jogos, piscinas, bares, e bailação com direito ainda, para os que não têm - a vida é madrasta para alguns - a companhia.

Mas deixemos as quimeras ilusórias ou as obras faraónicas e lembremos que precisamente na zona de Portalegre, temos um local apaixonante para os intelectuais que gostam de banhos frescos e boa comida. Falo em Marvão, com o seu castelo no alto dos rochedos, a Torre medieval da portagem, que dá o nome à povoação - Portagem -, a ponte medieval que dava origem aos ditos pagamentos e justificava a edificação dos cobradores de passagem, e entre tudo isso, um aproveitamento maravilhoso do Rio Sever permitindo ter para os veraneantes banhistas uma gigantesca piscina de águas correntes. E logo ao lodo, para o mais comodista existe uma moderna piscina com todos ingredientes da actualidade, com bar, e restaurante.

Formidável recanto para uma semana de férias com um pouco de tudo, banhos, caminhadas, visita à Vila de Marvão dentro da praça fortificada e uma ida ao castelo. Tem lá de tudo também, silêncios, paz, paisagens sem fim, vistas sobre portugal e terras de Espanha, tem estalagem, cafés, bares e restaurantes. Na Portagem existe um conjunto de restauração que garante uma gastronomia de qualidade aos mais exigentes. 

Boas férias, com muito mais que pode oferecer o barco do amor. Por enquanto...






28 julho 2016

DEPOIS DE UM DIA DE PRAIA FAÇAM O FAVOR DE SE DIVERTIR UM POUCO



Depois de um dia de praia, uns passeios na areia, umas exposições para o bronze, uns mergulhos para refrescar, toca de aproveitar esse mar maravilhoso que se nos oferece assim, democraticamente, para todos, nacionais e estrangeiros, ricos e pobres, sérios e trapalhões. 

E tanta areia, tanto andar, pular, umas braçadas, e ao fim do dia estamos cansados mas bolas continuamos de férias e temos de aproveitar. Por isso arranjamos forças e vamos dar o passeio até à praça, ver os camones, ver as bifas, ouvir umas músicas e sentar na esplanada vendo os que passeiam. São as férias, só temos mar uma vez por ano, é ir e aproveitar.

Dia e noite. As férias não têm hora, e o povo tem que esquecer a fadiga dos dias rotineiros lá do trabalho, as aulas e os professores, o quotidiano sério que nos vai deitando anualmente abaixo. E quando ficamos com a língua de fora, é o grito de alegria e toca a carregar o carro rumo ao sul. São as férias, as benditas férias que funcionam como um carregador de alegrias e de forças para mais um ano.

Viva as Férias. Haviam ser toda a vida, hummmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm...










27 julho 2016

PRIMEIRO FIZERAM-SE TÍMIDOS... DEPOIS VIERAM BEBER UM REFRESCO




O que o fotógrafo capta enquanto bebe um café numa esplanada de uma praia algarvia.





26 julho 2016

CHEGARAM OS MARAVILHOSOS DIA DE PRAIA



BOAS FÉRIAS DE PRAIA

Há mar e mar, há ir e voltar. Era um slogan usado há umas dezenas de anos apelando aos veraneantes para usufruir das praias e dos bons banhos sem se exporem a riscos desnecessários. E com razão, depois de um ano de trabalho, de escola, lá vai uma família rumo às praias, e se encantam logo com a primeira piscadela de olhos que dão a tanto azul, com ondinhas e salpicado de espuma. Mas o mar também tem os seus perigos, correntes, mudanças bruscas de profundidade, mar que puxa para o seu interior e outros problemas que os técnicos e os mareantes conhecem. Por um lado é bom estar numa praia vigiada, porquanto não só sabemos que temos quem olhe pelos que se divertem, como existe equipamento adequado a salvamentos e médico. Rigoroso é olhar as cores das bandeiras. Verde é sempre a nadar, não para muito longe, mas pode fazer-se com calma que o mar ajuda. Bandeira amarela, já não convida a grandes banhos, é aconselhável já não se afastar nem nadar, apenas devem os banhistas estar junto da costa e molhar-se com todo o cuidado. E, tal como no tráfego quando a bandeira é vermelha a ordem a cumprir é trânsito parado. Nada para dentro de água e por vezes em certos locais e em casos extremos até estar perto de água pode ser fatal. Bem, cumprem as regras e tenham uma férias maravilhosas e desfrutem nestes dias de tanto calor da frescura do mar, e já aghora à laia de despedida cuidado com as horas de sol alto e ponham protector solar. Para chegarem bronzeadinhos e não tipo pele vermelha. byyyyyyyyyye







25 julho 2016

NADA CONSEGUE APRISIONAR O PENSAMENTO



Como é possível privar da liberdade, encarcerar gente que se submete a torturas e maus tratos, pela simples razão de pensar de modo diferente, de querer uma realidade com outros ideais, de defender ideologias que o Governo de partido único - ditadura - não aceita.

O homem nasce livre, e dessa liberdade deve fazer a bandeira com que vai devastando o seu caminho ao longo da vida até à sua morte.

Não há valor mais importante e mais belo que a liberdade.

A liberdade já passou por aqui?










24 julho 2016

VIAGEM NA HISTÓRIA: LANCHEIRAS


BARRAGEM DA PÓVOA E MEADAS


LANCHEIRAS

Nas minhas voltas pelos concelhos cercanos de Portalegre, nomeada,emte nas voltas que dei em Castelo de Vide, fui surpreendido quando entrei no circuito que contorna a Barragem da Póvoa pelo lado da estrada Alpalhão - Castelo de Vide, com a placa indicadora de um novo monumento de que nunca tinha ouvido falar. Lancheiras. Não faço ideia ao contrário do que se pasou com os monumentos do megalítico que naquele concelho abundam, nem do tempo em que teriam sido construídos, nem tenho ideia de qual a sua utilidade.

Apenas aquele encontrei nas minhas voltas.

E num livro qualquer daqueles que tenho lá na minha biblioteca encontrei uma insignificante referência a edificações parecidas e que segundo descrição, serviam para a pastoria. Eu, na minha insignificância fico com sérias reservas, admitindo no caso da utilidade ser seguramente a indicada que se trara de um monumento que não pode ser considerado muito antigo. Será seguramente muito depois do aparecimento da história e pode ter dois ou três séculos, creio.

Apesar do interesse, lá fui, tirei algumas fotos e andei curioso procurando saber sobre o assunto. Ficam as fotos e as minhas opiniões apenas para reflexão e outros poderão encontrar dados mais rigorosos que eu.