Nº de visitantes por País

free counters

16 abril 2016

METAMOFORSIS








Existem forças que desconhecemos. perversas, demoníacas, que penetram o ser humano e nele se realizam ao provocar no ser que tomaram de assalto uma alteração generalizada de comportamentos e atitudes, de sentimentos, alterando a sua noção de ética e de moral, modificando os valores que sempre caracterizaram o ser dominado, por energias malignas, torpedeando a vontade que é substituída por comandos desprovidos de humanismo.

Essas alterações vão depois do momento da sua concretização, alterar, de acordo com os interesses do ser perverso que violenta e possui a pessoa, no que respeita às suas relações consigo mesma e com o exterior de dois modos distintos, ou contra um alvo pré-determinado, ou contra tudo de um modo geral.

Pode falar-se de um acto de posse satânica em que o príncipe das trevas se serve de uma pessoa viva para que esta, sob seu domínio, execute manobras de tirania, malvadez, com o fito óbvio, mas escondido, de que alguém seja vítima, ou um todo, das forças do mal, e que deste modo acabará por ser destruído.

Conheci faz algum tempo uma história sobre um acto de posse satânica que me perturbou e me deu a perceber o perigoso de alguém cair em desgraça perante pessoas que possuem esses poderes do mal. Conheci uma pessoa com quem pude trocar impressões. Conversámos várias vezes. Segundo testemunhas tratava-se uma pessoa boa, superior, feminina, sensível, simples e simpática, enfim, uma mulher ainda jovem, interessante, cuja beleza interior se manifestava de modo claro e transparente.

Do conhecimento que tive com a vítima com quem pude dialogar algumas vezes e as opiniões manifestas por pessoas dela próxima e que puderam constatar todos os acontecimentos, tratava-se inequivocamente de uma pessoa de bom senso, de bem, tão simples quanto inteligente. Apenas tinha contra o seu estado, e contra a realização da sua vida pessoal o facto de sofrer de alguma solidão, pelo que existia nesse campo interior dos sentimentos, um vazio difícil de preencher.

Tudo seria ultrapassado com o tempo e a vida, um conhecimento novo, novos amigos, alguém especial, amizade, carinho e afeto.

Segundo opinião generalizada, aquela senhora possuía todas as características para ser a amiga ideal, tinha alegria, ternura, pureza de pensamentos, sensibilidade e inteligência.

Hoje em dia ter ou encontrar um amigo é algo de maravilhoso, é uma responsabilidade muito grande, já que a amizade é um sentimento entre pessoas que exige cuidados esmerados, tempo, dedicação, saber ouvir, dialogar, dar as mãos, e caminhar juntos, trocando apoio quando surge uma dificuldade ou contratempo.

A estupefacção generalizada entre os conhecimentos e amigos da nossa "amiga", surge, quando ela, sem razão aparente conhecida, de um momento para o outro, muda como que de personalidade, parecendo aos olhos dos que a conheciam como outro ser. 

Recorrendo à razão, à racionalidade, e tentando completar a observação meticulosa com recurso também ao coração (que por vezes tem razões que a própria razão desconhece) procurámos, eu, com os meus conhecimentos em psicossomática cósmica, e manifestações do sobrenatural, e os apreensivos seus amigos, descortinar causas objectivas, que pudessem explicar o que os nossos olhos se recusavam a querer ver, e o nosso espírito aberto, em aceitar.

A pobre senhora perdeu por completo todas as características que faziam dela um ser de eleição; bondade, simpatia, alegria, beleza interior, sensibilidade e ainda, mais uma panóplia de características que qualificam o ser bom socialmente. Ao invés de ajudar o seu semelhante começou ardilosamente a procurar a sua destruição, o seu prejuízo, recorrendo sucessivamente a actos de pura malvadez, onde qualquer laivo de humanidade e amor pelo próximo, foram simplesmente banidas.

A senhora de que todo o mundo gostava tornara-se um ser tirano, agressivo, impiedoso, violento, vingativo, cruel. Os que a ela recorriam e eram muitos, não encontravam o espírito aberto e a vontade de esclarecer ou ajudar de antes, mas eram recebidas por um carrasco, por um ser odioso, por um ser insaciável em destruição e esmagar tudo o que pudesse. Sem escrúpulos, sem consciência, apenas levada por um novo interior que a comandava e que tudo levava de rompante num caminho impiedoso de malvadez.

Analisei o caso, recorri à minha memória pois já lera milhares de livros versando casos de alterações de comportamentos sem causa aparente e com carácter definitivo, isto é, sem ser uma alteração momentânea, que altera comportamentos, mudando sucessivamente.

Tive que me esconder na biblioteca e remexer em velhos documentos. À partida parecia insólita este modo de alteração de atitude ou comportamentos. Quanto à provocação danosa, subsistem dúvidas se alguma causa física poderia ser a origem provocadora do ocorrido. Uma agressão, contacto exterior poderia ter um nexo de causalidade. Mas desconhecia-se se algo de anormal tinha acontecido, sendo que, aparentemente, da simples observação que pude fazer, resultante dos momentos de troca de impressões existentes entre nós, e de acordo com algumas subtis perguntas, nada me leva a crer nessa hipótese.

Sou forçado, porque considero verdade, estarmos perante uma Metamorfose Maligna de coeficiente 7 (escala Schneitzzer K. - 1 a 10), não só os pequenos actos que definiam a senhora no seu dia a dia, e no relacionamento interpessoal tinham sofrido modificação por muitos assegurada e testemunhada, como os próprios sentimentos por mais nobres que fossem, a sua beleza interior que era imensa, foram como que trocados, retirados os primeiros e colocados os segundos, sem intervenção técnico-cientifica conhecida, por uma amálgama de tudo o que se pode ter por mau na terra, maldade, ódios e vinganças, ansiedade na provocação de danos e prejuízos, ideia de destruição, humilhação, tirania. Pode dizer-se que um interior que fora colorido se tornara negro como breu.

Apenas o coração bate, a alma saiu, encontra-se envolta em negrume e chamas algures num inferno qualquer. Importa fazer a seguinte questão: porquê? como pode acontecer algo assim ou semelhante?

Ainda tenho dúvidas, e tento ser rigoroso neste tempo em que cada vez mais se suspeita das teorias tidas por certezas universais, mas salvo melhor opinião, e seria bom consultar outros especialistas nestes assuntos tão melindrosos, a alteração verificada só pode dever-se à intervenção das forças do mal. Nunca de uma só - não há poder para ir tão longe - mas da conjugação de vários seres satânicos, diabólicos, anjos negros, ou outros, que se conhece a existência mas ainda não foram alvo de apurado estudo.

Deus salve a mulher que acordou com os olhos chispando ódio e vingança, e propaga o mal, aterrorizando gente, provocando danos, roubando o direito das pessoas serem felizes.

Deus a salve.

Pedro









Sem comentários: