Nº de visitantes por País

free counters

28 fevereiro 2012

... és tudo o que preciso




Hoje acordei com vontade de ti... estranhamente a inquietação de amar-te deste modo intergaláctico, não discernindo claramente onde estás nem donde és, fez-me em sobressalto, querer-te, querer-te muito, mais e muito, de um modo intenso, inexplicável, bem diferente dos outros dias.

Hesitei mesmo, quando senti fome de ti, esse querer que dilacera e vem de uma alma solitária e sedenta de beijos e de amor, se existias mesmo. Se eras verdade. Se a estrela que possuo e viaja todos os dias a ver-te não me engana, num sonho dourado e quimérico, mas sem tino.

Hoje, essa angústia que surge da amálgama de um amor perfeito em comunhão com um vazio que penetra contundentemente todo o meu ser, fez-me querer-te de um modo quase real, como se existisses de facto, e viesses a mim, te desses amim, e do teu calor, dos teus beijos, dos teus abraços, te mantivesse quentinha e segura no meu coração até ao fim do mundo.

Hoje, pensando-te, hesitando entre uma realidade que sonho linda e uma quimera que adoptei e sinto verdade, tive necessidade de te ter, de te sentir, de te olhar, de te ver.

Hoje, como nos outros dias - nada sou sem ti - quero-te, necessito de ti, desejo-te. Hoje, como sempre, estou contigo e te amo. Estejas onde estiveres, sejas o que quer que sejas, és tudo o que preciso. Hoje, e sempre...




Sem comentários: