Nº de visitantes por País

free counters

20 fevereiro 2012

Bom dia...


Bom dia...

Foi deste modo que cumprimentei, hoje, logo pela manhã, a minha estrelinha.

Ela estava junto de mim, silenciosa, feliz, aguardando pacientemente o meu despertar.

Ela sorriu. E catapultou, desse modo magnífico que só ela sabe fazer, milhentas cores de luz, em todas as direcções, no meu quarto. É o seu modo natural de me saudar e mostrar o seu contentamento em estar comigo.

É um acordar mágico, impensável para a maioria dos mortais, colorido e divvertido, feliz.

A seguir, como nos outros dias, a minha estrelinha, contou-me a sua habitual aventura da noite passada, em que atravessou mares e mundos, apenas para olhar, e ver, esse amor fantástico e belo, que sonho em minha vida, e que ela garante existir.

É muito lindo, em cada manhã, ao acordar, ter a meu lado a minha estrela. Ela tráz tudo o que me dá alento e vontade de viver. Me fala do mar, do mundo, e sobretudo, traz-me novas de um amor, que muitos proclamam imaginário e fruto mesmo de uma lucidez que há muito deixou de existir, mas que nós, eu e a estrelinha doirada, bem sabemos, existe.

E como existe, e existem, o amor, o sonho, a ilusão, o mar azul, o céu iemnso, o universo e milhentos mundos, e tantas outras coisas maravilhosas que nos proporcionam encantamento, eu acordo em cada manhã, e me sinto bem.

Basta-me olhar, quando abro os olhos, e ver milhões de luzinhas coloridas bailando no meu quarto. E, nesse ambiente indescritível, de luz e cor, e fantasia, a minha estrela, me saúda, e me dá notícias de meu amor.




Sem comentários: