Nº de visitantes por País

free counters

12 janeiro 2012

Tu vais partir e contigo vai...



Ele há dias assim... tristes. Sinto vontade de partir, atravessar todo esse mar azul e nunca chegar a lado nenhum. Navegar sem direcção, de qualquer jeito, não esperando encontrar a praia que desde há muito tempo vem norteando os meus pensamentos e sonhos. Existem momentos em que deixamos de crer. Nos sonhos, nos delírios, nas loucuras e nem mesmo aquilo que parece ser para nós é efectivamente algo de real.

O mar hoje chama-me, mas nunca me pareceu tão longe, nunca me pareceu tão irreal na sua mancha eterna de um azul anestesiante e bom. Ele está ali, bem sei, beijando as praias e discutindo com os rochedos, levando nele o sal, o caminho, a esperança, a fantasia.

Tu vais partir... e contigo se vai muito do meu sonho. E nem o mar, nem as ondas, nem os salpicos de espuma, me embalam nessa doce maravilha de crer que estás. Te vais, e contigo vai o sorriso de imaginar uma estrelinha - numa fantasia minha - que te ia ver em cada noite, lá, ao outro lado do mundo.

Ele há dias assim em que perdemos muito mais do que parece, porque nos vamos perdendo a nós mesmos, por dentro. E vamos sendo invadidos por um vazio imenso que dificilmente podemos ousar algum dia preencher. Olho o mar, e imagino ele acariciando as areias do outro lado do mundo, nessa praia linda, de areias branas e muito finas, ao longe as palmeiras, o sol.

E sinto que os ventos me afastam do porto seguro que eu tinha em vista alcançar. Estou deste lado, tenho frio, estou despido de sonhos, de miragens gratas, de epopeias fantásticas, de feitos, de coisas simples, como esperar-te.

Te esperava um dia do outro lado do mar...

Ele há dias assim, em que o próprio mar imenso, cheio de azul, muda, muda de modo de estar, pula, salta, muda de colorido, e te chama. E te martiriza, entranhando-se em ti, voraz, enraivecido, te abanando, por que simplesmente não podes esquecer, não podes abandonar, tens de partir, sair em desafio, a buscar o que ínsito no mais belo do sonho, existe e não deves perder.

Ele há dias assim, tristes, mas o mar está contigo, sempre ele, imenso, sem fim, e ele te chama. Parte, não deixes que os sonhos mais belos terminem assim. Há tanto mar... parte. Vai, vai de qualquer jeito, arrisca tudo, mas encontra essa praia que parece desaparecida, e encontra de novo a fantasia de encontrar.

Ele há dias assim, o mar está aqui à tua espera, parte... o sonho, está no outro lado do mundo, nesse lugar inexistente, que o mar alcança em cada dia. Vai...





Sem comentários: