30 agosto 2010

Uma olhadela a... SINTRA (Portugal)

Existem lugares, um pouco dispersos pelo nosso maravilhoso mundo, polvilhados de magia e que parecem ter sido tocados por uma vibração intensa onde não falta a beleza, o romantismo, a saudade, a melancolia, a história e, sem limites, um encanto que dificilmente podemos explicar, mas, verdadeiramente, não podemos deixar de sentir. Dentro de nós.

Sintra é um desses lugares. Tudo existe ali, porque é de lá, ou lá foi colocado, ou ali, simplesmente, acabou por se impor aos demais.

Lord Byron esse gigantesco poeta inglês - que se apaixonou por Sintra - disse um dia que aquele lugar encantado seria, sem dúvida, um dos lugares mais bonitos do mundo.

Outros perderem-se de amores por aquelas serras, esse denso arvoredo verdejante, aquelas matas frondosas, e ali construiram verdadeiros monumentos a uma paz que se respira, a uma natureza sempre pródiga, a um manto de tranquila e sem fim beleza.

Nós, tocados por tanto encanto, resta-nos olhar toda essa magia, percorrer ávidos esses recantos, e agradecer a Deus e aos homens tanta coisa linda ali posta para nosso deleite.

Sintra é tudo isso... magia, cor, natureza, paz e encanto. E muito mais.

Olhaaaaaaaaaaa o gafanha...






29 agosto 2010

Cores nas flores, alegria na cidade, nas gentes




Cores nas flores, alegria na cidade, nas gentes
Passo por ali e olho, que saudades tinha
De te olhar assim bela, fresca, entregue aos teus
A cidade está simpática, vestiu-se feliz
Recebe bem, olha por e para nós
É alegre, vistosa, estende os braços
Convida ao passeio de mão dada
A cidade é linda, é minha, de nós
Recebe-me desde sempre e continua ali
Sempre e em cada dia, mais colorida
Mais entregue aos seus que passam
A minha cidade