Nº de visitantes por País

free counters

08 junho 2009

Lugares mágicos, onde navego









Lugares mágicos

Voguei, num veleirinho com asas
Por cima dos céus, soprano nas estrelas
Andei nas alturas intermináveis
Das ilusões mais inimagináveis
Que o ser humano pode construir
Mesmo que aloucado por delírios
Sem fim e feito inventor de coisas
Que o senso determina “impensáveis”

Voguei, num aeroplano, ou dirigível
Que sulcava as profundezas dos mares
Salpicando de ânsias e de muita espuma
Um mundo novo, colorido e sem fim

Voguei, ali, e aqui, nesse e noutros mundos
Olhando estupefacto, as delicias que temos
Para desfrutar enquanto vivos, olhando,
E que como adormecidos não vemos
Bem ao nosso lado, à espera de nós

Voguei em tempestades de ignorâncias
E chuvas de distracção, e ventos ciclónicos
Teimosamente teimando, desnorteados, loucos
Perscrutando a magia no horizonte, o lugar,
Cheio de cor, de alegria, à nossa beira

Voguei, adormecido, num acordar instantâneo
Num estar que mais pareceu ausência
Perplexo de tudo que de belo existe perto
E, acordados ignoramos, desprezamos, sem ver,
Esses lugares magníficos, de mavioso encanto

Voguei entre sonhos feitos porção de verdade
E realidades que mais parecem mostras de ilusões
Crendo que tudo que Deus nos ofertou
E colocou aqui no mundo para deleite nosso
Tem a magia imensa, que em cada um existe

Por isso voguei, e naveguei, só, tudo olhando
Procurando no mundo a luminosa perdição
Quimérica, que pode levar-me, por fim,
A usufruir de espaços imensos plenos de magia
Que encontro enquanto navego, só para mim.








1 comentário:

nanafloyd disse...

adoro lugares mágicos... onde existem duendes,princesas,animais k falam.........
beijo super doce